Voe, Mitzi, voe!

Quando um ganso selvagem pousa na granja onde Mitzi vive, ela também quer aprender a voar como ele. Devido a mudanças na dieta e outros fatores, os gansos de cativeiro não sabem voar, e caçoam do desejo dela, mas Mitzi está determinada a aprender. Porém, voar não é nada fácil! Será que ela conseguirá realizar seu sonho?

Use a imaginação

Você nunca sabe aonde sua imaginação poderá te levar… O coelho está entediado. Ele gostaria muito que alguma coisa acontecesse. Um lobo sagaz – e prestativo – aparece com uma ideia brilhante: que tal usar a imaginação e criar uma história? O lobo, então, começa a criar uma história cujo final não parece muito feliz. Até que o coelho aprende, de fato, a usar o poder da imaginação, e o feitiço vira contra o feiticeiro de maneira surpreendente!

O lobo voltou!

Quem tem medo do Lobo Mau? Através de vários clássicos infantis com este personagem nada amigável, o autor nos conta, com muito humor, histórias de Lobo de arrepiar! Aliás, o Lobo voltou! Mas será que ele ainda mete medo?História bem-humorada, que traz, em uma só história, várias referências a clássicos infantis.Texto claro e direto, que, com recursos gráficos, reforça o suspense e o humor da história.Imagens envolventes que brincam com o leitor, trazendo histórias intercaladas, além de vários tipos de textos: de jornais a contos.Premiado pela Revista Crescer.

Nhac!

O porquinho-da-índia Nhac leva uma vida de regalias na sua confortável gaiola, onde tem tudo de que precisa para ser feliz… especialmente comida à vontade. Porém, ele sente que falta alguma coisa. Um encontro inesperado com o ratinho Coalho o faz rever suas prioridades e explorar novos horizontes… uma divertida e despretensiosa história sobre a coragem e a amizade.

O balde das chupetas

Desde sempre Joca dorme todas as noites com sua querida chupeta, a pepeta. Mas agora ele já está grande, e chegou a hora de deixá-la. Seus pais, a irmã e vários familiares têm uma ideia sobre o que Joca deveria fazer com a chupeta, mas nenhuma deixa o menino satisfeito, até que sua tia aparece com uma sugestão criativa e inusitada… qual será?

Gildo

Gildo é muito corajoso. Ele gosta de montanha-russa, de avião, de filme de terror e de cantar em público. Mas como quase todo mundo, existe uma coisa que o deixa apavorado… Sempre na noite anterior a alguma festinha de aniversário de um amigo, ele não consegue pregar os olhos, por que será?

Eric faz tibum

Eric vive preocupado. O que seriam aqueles barulhos que ele ouve à noite? E se uma aranha estiver escondida dentro de seu sapato? Experimentar coisas novas também não é com ele. Por sorte, sua amiga Flora sempre inventa um jeito de ajudá-lo a lidar com seus medos. Mas o convite para uma festa na piscina pode pôr tudo a perder. Ele não sabe nadar! E agora? Será que Eric vai conseguir fazer tibum? Esse livro nos mostra que, com muita imaginação e com a ajuda dos amigos, podemos enfrentar mais facilmente os desafios do dia a dia.

Escola de chuva

É o primeiro dia de aula em Kelo, no Chade, na África. As crianças caminham pela estrada. “Vou ganhar um caderno?”, pergunta Tomás. “Vou ganhar um lápis? Vou aprender a ler como vocês?”. Mas quando ele e as outras crianças chegam à escola, não há sala de aula nem carteiras. Apenas uma professora. “A primeira lição é construir a nossa escola”, diz ela.

Antonia

O dia mal começava e lá estava ela, Antonia, chacoalhando galhos com sua garganta afinada e convidando seu bando a pular dos ninhos: “Acordem, passarinhos. Venham cantar e assobiar”. Era isso todo dia de manhã. Antonia animada de cá, e o bando mal-humorado de lá. “Pare com isso! Queremos dormir!”. Ninguém aguentava a cantoria, mas Antonia nem ligava para as caras feias. No entanto, um dia ela se cansou e resolveu deixar a floresta. Foi assim que nasceu uma outra relação entre os amigos. A saudade bateu dos dois lados. E Antonia bolou um plano genial para ter certeza de que, na verdade, ela nada incomodava, pois seu destino era estar, de alguma forma, sempre por perto.