O lugar do meu amigo

“Como é bom ter um amigo para inventar brincadeiras, conversar ou mesmo ficar em silêncio olhando o mar! Os dois amigos dessa história se encontravam na praia todos os dias – um, vinha correndo de bicicleta, o outro vinha sem pressa, apoiando-se numa bengala. Lá, entre o vai e vem das ondas, viagens para terras distantes, carrinhos e picolés, o tempo foi passando. Foi passando, trazendo muitas perguntas, descobertas e sonhos. Na prosa poética da autora Marcia Cristina Silva, imagens textuais belíssimas contam a história de duas pessoas um tanto diferentes, de uma família e seus desacertos, de lembranças e aprendizados, de sonhos e vida. Catarina Bessell põe as cores do mar nas ilustrações e, com seus traços e colagens, traduz o frescor e a vivacidade das personagens com grande sensibilidade.”

Só mais cinco minutos

Os pais sempre dizem: “nós não temos tempo!”, “estamos atrasados”, “precisamos correr!”. Mas será que isso é verdade? Porque as crianças sempre têm tempo! Tempo de pular na poça de água, tempo de fazer aquela pergunta desconcertante, tempo de reparar nas borboletas, folhas, gravetos, formigas, céu, sol, lua. Tempo de brincar e de fazer novos amigos. Por que o tempo dos adultos é diferente do tempo das crianças? Neste livro divertido, a premiada autora e ilustradora espanhola Marta Altés, de obras como Não! e A macaquinha, nos convida a conhecer a rotina de um pai sempre sem tempo e de seus dois filhos, que encontram um tempinho para tudo. O que o olhar das crianças pode nos ensinar?

O coelho, o escuro e a lata de biscoitos

Era uma vez um coelho que não queria ir dormir. Então, ele teve uma ideia brilhante para adiar a hora de ir para a cama. Prendeu o escuro em uma lata de biscoitos! Com o sol iluminando tudo, ele continuaria acordado, certo? Mas será que o escuro só serve para a gente dormir? Nessa aventura, o coelho vai acabar descobrindo que muitos animais – e até plantas – precisam que anoiteça! Vai perceber também que dormir não é assim tão ruim. Certamente, os pequenos leitores vão se identificar com esta nova obra da premiada Nicola O’Byrne, de sucessos como Abra com cuidado, O que tem atrás da porta? e A última história antes de dormir.

Para onde vai a quinta-feira?

“Aonde vai a quinta-feira antes da sexta chegar? (…) Ela tem de ir para algum lugar…”Mas, para onde? Na tentativa de desvendar tamanho mistério, Pingo e seu amigo Filó decidem sair. Em meio à imensidão da noite fria e estrelada, os dois amigos procuram que procuram a quinta-feira. Tudo em vão. Não conseguem nenhuma pista.

O homem que roubava horas

“Eu roubo as horas para lhes dar tempo. Tempo de aprender a usar o tempo. Quem tem hora não tem tempo: tempo de olhar o tempo.”O novo livro de Daniel Munduruku conta a história de um homem sem nome, sem casa, cuja família era composta por um monte de cachorros. Ele tinha uma personalidade tão peculiar que mudou a forma das pessoas se relacionarem com o tempo e consigo mesmas.