Chuva de manga

O Chade é um país que fica lá longe, no centro do continente africano. Seu povo vive uma realidade diferente e, ao mesmo tempo, próxima do nosso coração brasileiro. Há terras secas e alguns momentos de fertilidade, no solo árido — uma bênção da água que cai do céu. A leitura aproxima os povos. Por meio do dia a dia do menino Tomás, os leitores poderão imaginar o que é esperar pela chuva, fazer um carrinho de lata e apreciar os frutos da terra generosa, que nos oferece a alegria de saborear e cheirar uma manga dourada.

Diomira e o Coronel Carrerão

Era uma vez um príncipe que abriu mão da fortuna e saiu pelo mundo com a roupa do corpo. Era uma vez um caipira que vivia com um papagaio dentro de um saco. Era uma vez um homem muito esperto que bateu na casa de uma viúva dizendo ter notícias do marido morto. Era uma vez um homem muito bravo que vivia sozinho em sua fazenda sem ninguém pra lhe fazer companhia nem pra tirar um dedo de prosa. Sua rabugice espanta todo mundo. As pessoas queriam distância do velho mandão que só sabia reclamar. Esse era o coronel Carrerão, na casa de quem Diomira foi trabalhar. Só que a moça, muito esperta, acabou descobrindo um jeito de pôr fim na rabugice do velho. Descubra nas páginas de Diomira e o coronel Carrerão.