Vulgar, o viking e o show de talentos tenebroso

Com o intuito de amenizar o longo inverno que teriam pela frente, o rei Olaf de Lorota anuncia a seus súditos a decisão de promover um show de talentos. Vulgar sabe que é a sua hora de brilhar. Ele apresentará sua música de “sovaco” ou fará algum malabarismo com cocô de alce? Não! Ele atuará como um lendário viking, com lutas, dragões, gigantes e todas aquelas coisas. E ele vai vencer! Não vai?

Zeca zangado

Não é justo! Isto não é justo! Zeca é assim: não gosta nada dos planos que as pessoas têm para ele. Quando as coisas não saem como esperado, ele dá sempre um jeito de destruir tudo. Mas será que ele é mesmo “genioso”, como gostam de dizer, ou é assim porque ninguém procura saber o que ele quer de verdade? O problema é que Zeca não consegue nem defender seu ponto de vista. Quando não concorda com algo, vai logo soltando fogo pelas ventas e pondo tudo a perder, criando complicações para os amigos e a família. Até que uma ajudinha preciosa, vinda de quem o ama muito, faz com que ele possa compreender o que sente e lidar com suas emoções. Calma, Zeca. Respira!

Poliana

A menina Poliana, com apenas 11 anos, tem muito a ensinar. Após a morte dos pais, ela foi viver com sua severa tia Polly. A mudança foi inesperada para as duas, mas Poliana com seu jeito doce conquistou a todos ao seu redor. No clássico da literatura para jovens leitores, escrito em 1913, é emocionante ver como uma garotinha com uma brincadeira simples – o Jogo do Contente – pode enxergar o lado bom de todas as situações, mesmo quando os outros não conseguem. Aqui é a forte e corajosa menina protagonista que irá mostrar a todos da cidade a importância da solidariedade, do amor ao próximo e de uma atitude positiva em relação à vida. O best-seller mundial agora chega à Escarlate com tradução e adaptação da renomada crítica literária, autora e professora Marisa Lajolo, e projeto gráfico leve e moderno da designer Ana Matsusaki.

Quando mamãe virou um monstro

Ao receber a notícia de que os sobrinhos vêm lanchar, mamãe fica desesperada. A casa está uma bagunça, não há nada para servir para as visitas e a pobre mãe não sabe por onde começar… Enquanto isso, os filhos só pensam em brincar. Em vez de arrumar suas coisas, sempre encontram outras para desarrumar, um motivo para brigar e outro para chorar. De repente, uma coisa estranha acontece com Mamãe…

Rabisco e borrão: fora da caixa

Uma encomenda chega na casa de Borrão, em uma grande caixa. O queijo que o rato comprara há pouco pela internet acabava de ser entregue. Seu amigo Rabisco, um gato, não se interessa pelo alimento, mas pede para ficar com a caixa. Na sua cabeça, a embalagem poderia ser qualquer coisa, basta usar a imaginação. Quando Borrão percebe isto o egoísmo e a rivalidade aparecem. Será que o gato e o rato farão as pazes?

Os Bandeira-Pirata e o ouro do monstro

Matilda encontra uma garrafa com um convidativo e misterioso mapa do tesouro. Ela e a família Bandeira-Pirata empreendem uma viagem repleta de aventuras, astúcias e reviravoltas para encontrar o tesouro “que vai além de tudo o que você já viu”. A narrativa fluida e elegante combina muitos elementos tradicionais das aventuras de piratas com um humor peculiar, que dialoga muito bem com o jovem leitor. As ilustrações do artista são essenciais à narrativa, que reúne um bardo sinistro, Kraken, Davy Jones e até simpáticos macaquinhos. Mas afinal, será que os jovens aventureiros vão encontrar o tesouro? E como será que o mapa os encontrou?

Pio, o passarinho

O passarinho tinha poucos dias de vida quando caiu do ninho. E, ao cair, deu um pio que intrigou os sapos… Croac! Croac! “Ele é muito grande para ser uma mosca e muito pequeno para ser uma cegonha!”; Pio! Pio! “Que bichos são esses, enormes para serem minhocas e desafinados demais para serem mamães?”. Aventurando-se mata adentro, o passarinho conhece muitos animais e aprende a falar línguas as mais diversas – croac; pio; i-ó; miau; au-au. A história divertida de Pio, repleta de surpresas, reúne muitos animais e sons e explora com fino humor o tema da amizade.

O urso e a árvore

Chegou o inverno, e o urso sabe que está na hora do seu longo sono. Enquanto se prepara para hibernar, ele encontra Lia triste, porque sua árvore favorita havia perdido as folhas. Em vez de dizer adeus e ir dormir, o urso levanta Lia e a coloca em suas costas peludas, tão quentes quanto uma lembrança de verão. Ambos seguem juntos para maravilharem-se com as últimas folhas coloridas, apreciam a neve que cai, flutuando e rodopiando, o Sol, a Lua e as estrelas. Na manhã seguinte, o urso está cansado – e Lia sabe que ele deve dormir, mas não sem antes realizar uma última e importante tarefa. Stephen Michael King mais uma vez surpreende pelos traços aparentemente simples, mas que têm muito a dizer. O urso e a árvore apresenta uma linda paisagem de inverno que só poderia ter saído da imaginação deste admirado e premiado autor.

O lobo voltou!

Quem tem medo do Lobo Mau? Através de vários clássicos infantis com este personagem nada amigável, o autor nos conta, com muito humor, histórias de Lobo de arrepiar! Aliás, o Lobo voltou! Mas será que ele ainda mete medo?História bem-humorada, que traz, em uma só história, várias referências a clássicos infantis.Texto claro e direto, que, com recursos gráficos, reforça o suspense e o humor da história.Imagens envolventes que brincam com o leitor, trazendo histórias intercaladas, além de vários tipos de textos: de jornais a contos.Premiado pela Revista Crescer.

O clube dos caçadores de códigos: o farol mal-assombrado

Cody, Quinn, Luke e M.E. adoram brincar com códigos. Na verdade, eles gostam tanto de códigos, que têm seu próprio clube particular, com um esconderijo secreto e senhas que mudam a cada dia. Quando Cody recebe um e-mail misterioso, que faz alusão a um tesouro na ilha de Alcatraz, o clube mal pode esperar para começar uma verdadeira caçada às pistas. E desvendar enigmas é o que os Caçadores de Códigos fazem melhor!

O clube dos caçadores de códigos: o mistério do tesouro do pirata

Cody, Quinn, Luke e M.E. são os Caçadores de Códigos. Eles têm verdadeira paixão por enigmas. Em um passeio da escola à Missão de Carmel, eles aprendem a história do único pirata conhecido da Califórnia e de seu tesouro perdido. Agora, os Caçadores de Códigos estão no rastro de uma nova conquista: ouro de pirata! Mas será que eles conseguirão desvendar os mapas misteriosos? E você, consegue decifrar o código? Desafie seu cérebro na companhia dos Caçadores de Códigos e descubra se possui as habilidades necessárias a um exímio detetive.

O clube dos caçadores de códigos: o segredo da chave do esqueleto

Cody, Quinn, Luke e M.E. são bem diferentes entre si, porém todos têm algo em comum: adoram criar e decifrar códigos. Na verdade, eles amam tanto códigos, que têm seu próprio clube secreto com um esconderijo e senhas que mudam a cada dia. Quando Cody e Quinn percebem o que pode ser um código na janela de uma casa vizinha, que pertence ao sujeito que eles chamam de Homem Esqueleto, o clube entra em ação. E trata-se de um pedido de socorro!