Sete cachorros amarelos

A mãe de Teodoro cria galinhas, mas ele não vê nenhuma graça nelas. O menino está tão encantado com os sete cachorros amarelos da sua vizinha que não consegue perceber como as galinhas são especiais. Inconformado, ele tenta surrupiar um dos mascotes da vizinha. E agora, será que Teodoro vai aprender a apreciar o que tem?

Orelha de limão

“Era uma vez uma pequena ovelha, igual a todas as outras. Só uma coisinha nela era diferente: uma de suas orelhas era amarelo-limão.” Mas quanta diferença! Por conta desse pequeno detalhe, uma orelha amarelo-limão, nada dava certo para a ovelha e ela sofria muito.

O urso rabugento

Num dia de chuva e vento, uma zebra, um alce, um leão e uma ovelha procuravam um lugar para brincar – e achavam que tinham encontrado o local ideal numa caverna seca e quentinha. Mas eis que a caverna já conta com um inquilino e ele não quer saber de companhia! Como será que os quatro amigos vão acabar com a rabugice do urso?

O livro de Lívio

Lívio adora livros e sonha em ser personagem de um livro.Um dia, ele se depara com uma placa anunciando um teste para ocupar uma vaga dessa. Sua confiança fica abalada quando os jurados o acham “estranho” para o papel.Será que Lívio precisa ser igual aos personagens de que gosta para conquistar o que tanto deseja?

Ninguém gosta de mim!

Sabe qual era o problema do Coquinho? É que ninguém gostava dele, tadinho! Mas como? Um cachorrinho tão simpático, que só queria fazer amigos? Por que o Coquinho só levava fora? O rato não quis saber de brincadeira, os gatos olharam feio, os coelhos fugiram correndo, os carneirinhos fizeram escândalo e o cachorrão latiu zangado. E tudo isso, por quê? O Coquinho não sabia… Até que ele encontrou a raposa. Ora, raposa é bicho que tem fama de esperta em tudo que é história em que bicho fala. E foi ela que deu uma força para o Coquinho…

Leo e Albertina

Leo é um porquinho apaixonado pela galinha Albertina. Leo não sabia como chamar a atenção de Albertina, pois ela nem notava sua presença. Então resolveu pedir conselhos a seus amigos. Será que alguém tinha uma boa ideia para dar a Leo?

Ana, Guto e o Gato dançarino

Ana fazia sapatos: marrons, pretos ou simples boti­nas de trabalho. Ela não tinha coragem de mostrar tudo que sabia fazer. Ana podia pegar qualquer coisa e transformá-la em algo diferente, mas os habitantes de sua cidade só queriam saber do que era comum, prático e conhecido. Seus dias eram todos iguais, até que a visita de dois menestréis, vindos de longe, mudou sua vida. Guto e o Gato Dançarino precisavam de novos sapatos, mas não tinham como pagar por eles. Ofereceram em troca aulas de dança. Ana aceitou e ficou tão agradecida pelas aulas e por seus novos amigos, que achou pouco retribuir somente com simples botinas. Ana tomou coragem e fez tudo aquilo que sabia fazer, presenteou seus amigos e mudou a vida de todos.

A árvore – Os três caminhos

Sofia não esperava a reviravolta que iria acontecer na sua vida ao conseguir abrir, finalmente, a porta misteriosa no casarão de seu avô. Lá dentro, deparou-se com uma grande árvore no centro de uma instigante biblioteca e foi recepcionada por um exótico corvo albino, que a informou sobre uma importante missão. Sofia descobriu que aquela era a Árvore da Vida, essencial para a manutenção da vida na Terra, e que a mesma estava muito debilitada.