Zeca conhece Nina

A chegada de um irmão ou de uma irmã é sempre um período de adaptação para família, especialmente para as crianças. Como o filho, antes único, vai se transformar em irmão mais velho? Será que os pais vão deixar de amá-lo? Amor, afinal, se divide ou se multiplica? Pois é justamente sobre esse tema que se debruça este novo livro de Robert Starling (autor e ilustrador do bestseller Zeca Zangado e de A Superpreguiça!). Nesta história, Zeca está feliz e tranquilo com seus pais, curtindo passeios e aventuras. Até que um ovo chega em sua casa. O que será que tem dentro dele? Então, Zeca conhece Nina, sua irmã mais nova. Primeiro, ele se sente furioso porque ninguém mais tem tempo para ele. Cadê os passeios agora? Depois, ele fica com ciúmes, com raiva e triste. Mas não conta os sentimentos a ninguém. Será que Zeca vai conseguir expressar também o imenso amor que já sente pela irmã?

Zeca zangado

Não é justo! Isto não é justo! Zeca é assim: não gosta nada dos planos que as pessoas têm para ele. Quando as coisas não saem como esperado, ele dá sempre um jeito de destruir tudo. Mas será que ele é mesmo “genioso”, como gostam de dizer, ou é assim porque ninguém procura saber o que ele quer de verdade? O problema é que Zeca não consegue nem defender seu ponto de vista. Quando não concorda com algo, vai logo soltando fogo pelas ventas e pondo tudo a perder, criando complicações para os amigos e a família. Até que uma ajudinha preciosa, vinda de quem o ama muito, faz com que ele possa compreender o que sente e lidar com suas emoções. Calma, Zeca. Respira!

A superpreguiça!

Era uma vez uma preguiça comum, que vivia num galho comum, em uma árvore comum, em uma floresta comum. Por lá, não acontecia nada de extraordinário. Até que um dia, uma coisa aconteceu: a preguiça achou uma história em quadrinhos de um valente super-herói. Será que a preguiça poderia ser super-heroína também? Quando o tamanduá rouba as mangas dos outros bichos, ela tem a chance de testar suas habilidades. Mas como uma leeeenta preguiça vai apanhar um ágil larápio? Nesta história, escrita e ilustrada por Robert Starling, vamos descobrir o poder transformador da literatura – e também que o que parece ser uma fraqueza pode se transformar na nossa maior habilidade.