As aventuras de Dom Quixote e seu fiel escudeiro Sancho Pança

O fidalgo Alonso Quixano já tinha seus cinquenta anos, era alto, forte, magro e madrugador. Possuía uma fazenda em Mancha, na Espanha, mas a estância ia de mal a pior, porque o nobre não tinha nenhuma disposição para trabalhar nela. Tudo o que ele queria era ler novelas antigas de cavalaria, ocupação a que se dedicava sem parar – com muita paixão. Um dia, imaginou que podia ser ele mesmo um cavaleiro andante: “Sairei pelo mundo para proteger os fracos e oprimidos! Ah, nesse mundo há tantas injustiças por desfazer!” Assim, Quixano se transforma em Dom Quixote e deixa sua casa em busca de aventuras, mesmo onde elas não existem. Luciana Sandroni adapta este que é considerado o primeiro romance moderno. Engraçado, irreverente e tocante, apresenta ao jovem leitor, com projeto gráfico e ilustrações de Ana Matsusaki, esse personagem icônico, “quixotesco”, que se tornou sinônimo dos que lutam por um ideal, mesmo que inalcançável.