Quando Estela era muito, muito pequena

“Quando Estela era muito, muito pequena, ela achava que era uma tartaruga…”. Estela também pensava que as árvores falavam e que as palavras eram formigas correndo para fora das páginas do livro. Quando Estela era pequena, ela não sabia amarrar os sapatos, mas conseguia sobreviver a uma tempestade de neve em pleno deserto, que ficava além da floresta tropical, bem atrás da casa dela…

Rosa e Rafa

Rosa e Rafa são gêmeos parecidos. Muito parecidos. Desenhar, por exemplo, é uma coisa que os dois adoram. Mas, quando o assunto é desenho, algumas diferenças começam a aparecer. Rosa é desenhista ótima de flores, borboletas, laranjeiras. Já Rafa acha que suas flores parecem panquecas e suas lagartas são iguais a meias listradas… Rosa diz: “Desenhe o que você quiser”. Exatamente o que Rafa faz! Só que ele prefere elefantes ferozes, ursos, tubarões. O que pode acontecer? As repetições narrativas e as ilustrações expressivas de Marie-Louise Gay nos dão a resposta e nos conduzem pela força e pela potência da imaginação e do brincar das crianças.

Onde começa a história?

Marie-Louise Gay rascunhou, rabiscou, traçou, esboçou, desenhou e pintou as palavras de uma história-dentro-de-uma-história, que pode responder às suas perguntas sobre como ideias brilhantes chegam a você quando você menos espera, e como as palavras, algumas vezes surgem do nada querendo ser escritas.Ela criou um mundo habitado por ursos-polares perdidos, pterodáctilos planando, árvores que falam e caramujos pintados, com alguns de seus personagens favoritos surgindo de vez em quando. Um mundo onde as crianças podem fazer parte da história e soltar, à vontade, a imaginação!

Pequenas histórias para grandes curiosos

O que você vê quando fecha os olhos? Você conhece alguém invisível? Sabe o que tem na toca do coelho? E que os caracóis recebem visitas em suas conchas? Por que os gatos atacam poltronas? Como as mães ouvem através das paredes? Em 19 pequenas histórias, em formato de HQ, Marie-Louise Gay narra essas e outras aventuras divertidas, poéticas, reflexivas, lúdicas. Com seus traços delicados e cores características, a premiada canadense, autora das séries “Estela”, “Marcos” e de livros como Onde começa a história?, nos leva a uma jornada de perguntas e descobertas, que nascem da grande curiosidade dos pequenos leitores.

Mustafá

Mustafá conta a história de um garoto que teve de sair de seu país com a família e aos poucos descobre seu novo lar. A Lua,as estações, as flores, os insetos e a música desse lugar ora lhe lembram a sua antiga terra, ora o encantam pelo que têm de diferente do que ele já conhece. Mesmo com esse mundo novo a descobrir, Mustafá sente-se invisível ali onde as pessoas falam uma língua que ele não entende. Mas, um dia, uma menina, com um gesto simples, irá mostrar a ele que a amizade, a gentileza e o afeto superam as fronteiras entre línguas e lugares.

Estela estrela-do-mar

Estela e seu irmãozinho estão passando o dia na praia. Estela já esteve lá antes e conhece todos os segredos do mar, mas Marcos tem muitas perguntas a fazer.”O peixe-gato mia? O cavalo-marinho galopa?Estela tem resposta para tudo. A única coisa que ela não sabe (nem nós…) é se Marcos vai entrar no mar.As primorosas aquarelas nos fazem reviver um maravilhoso dia à beira-mar. O delicado humor desta história capta bem o relacionamento entre uma irmã mais velho e seu irmão menor, uma responsabilidade que pode ser ao mesmo tempo divertida e cansativa.

Estela, fada da floresta

Estela leva seu irmão caçula a um passeio animado e inesquecível pela floresta. Marcos queria ver fada, e Estela já havia visto centenas delas. Uma aventura repleta de novas experiências que farão a curiosidade de Marcos entrar em ebulição. Mas Estela, atenciosa irmã mais velha, vai desvendando os mistérios que, a cada passo, despertam a imaginação de Marcos. Claro, à sua maneira.

Estela, princesa do céu

Um vasto céu luminoso, o Sol, as estrelas e a Lua que, ao surgir, forma o pano de fundo de uma expedição noturna em Estela, Princesa do Céu. Nessa história engraçada e meiga, Estela explica para seu irmão mais novo que lobos não coaxam e que guaxinins usam máscaras, mas não são ladrões, apenas estão indo a uma festa a fantasia. A criatividade de Estela alia-se perfeitamente à curiosidade de Marcos, fazendo do livro uma interessante aventura pela noite e seus encantos.

Conte uma história, Estela

Nesta adorável história assinada por Marie-Louise Gay, Marcos está mais ocupado do que nunca, e Estela está, como quase sempre, com o nariz em meio a livros. Ainda assim, a menina encontra tempo para ajudar o irmão em seu projeto, além de compartilhar com ele os prazeres da leitura com um entusiasmo único e contagiante. Estela lê para Marcos balançando-se numa rede, caminhando perto da lagoa ou pendurada de ponta-cabeça num galho, como um morcego. Os dois examinam libélulas, ensinam o cachorro Fred a empinar pipa e espiam nuvens em formato de coelho no céu. As cativantes ilustrações em aquarela e o texto engraçado de Marie-Louise criam um mundo em que a leitura enriquece a beleza e a fantasia de um dia perfeito.

Boa noite, Marcos

Marcos não consegue dormir sem o seu cachorro Fred. Decide, então, acordar sua irmã Estela para procurar o cão. Para ajudar o irmão a dormir, Estela sugere que Marcos conte carneirinhos. Mas não tem nenhum carneirinho no quarto! E Marcos só sabe contar até três!

Bom dia, Marcos

O irmão caçula de Estela, Marcos, já está acordado e não quer a ajuda da irmã mais velha para se arrumar. Estela concorda que ele se vista sozinho, mas fica atenta a qualquer problema. Seja uma cueca ou uma meia sumidas, a luz que se apaga ou o armário que se fecha, lá está Estela para ajudá-lo. Mas, no final da história, pode ser Marcos a socorrê-la.