Ludi vai à praia

Ludimila estava em casa, entediada, tentando resolver os enormes problemas em que tinha se metido: estava em recuperação – justo em Português, para horror da mãe jornalista –, tinha dever de casa e só queria ver televisão. Foi então que uma estranha brisa soprou pela janela, e Ludi resolveu ir à praia do Flamengo, bem no instante em que uma onda enorme apareceu. Engolida pelas águas, Ludi – ou a Marquesa dos Bigodes de Chocolate – se viu no Fundo da Baía de Guanabara, cercada de criaturas que, junto com o Zé do Polvo, a Dona Concha, o Tatuí e o Rei Barbatano, precisavam de ajuda para despoluir o reino dos peixinhos, moluscos e crustáceos.

Ludi e os fantasmas da Biblioteca Nacional

Um inocente passeio num dia de sábado leva a família Manso a descobrir os mais escondidos – e fantasmagóricos – segredos da Biblioteca Nacional. Acompanhe a excursão de Ludi e sua família e conheça de perto a mais antiga e mais importante biblioteca do Brasil, e alguns dos livros e documentos mais raros de seu acervo, como a Bíblia de Mogúncia e o Livro de horas.No entanto, durante a visita nem tudo sai como planejado, e logo os Manso conhecem alguns dos habitantes mais ilustres da biblioteca. Quem serão eles?

Ludi na chegada e no bota-fora da família real

Como seria estar presente no momento em que a Família Real desembarcou no Rio de Janeiro? Neste livro, o leitor descobrirá. Misturando, com muita habilidade, História e ficção, a autora apresenta aos jovens leitores uma visão bem-humorada, e também didática, desse episódio fundamental da História do Brasil. Junto de Ludi e sua família, os Manso, os leitores farão uma viagem pelo tempo e irão viajar pelo Rio de Janeiro do início do século XVII, presenciando um pouco o cotidiano da época e observando de perto as mudanças que ocorreram com a vinda de D. João e sua família para o Brasil.

Ludi na floresta da Tijuca

Uma novidade inesperada anima a família Manso. Seu nome? Herculano, o novo namorado de Marga. Para conhecê-lo, Ludi, seus pais e irmãos embarcam no fusca de seu Marcos direto para… o século XIX! Como tudo na família dessa já conhecida marquesa – assim chamada numa deliciosa referência a Monteiro Lobato -, o que seria um simples piquenique na Floresta da Tijuca vira uma viagem no tempo que a põe às voltas com o reflorestamento do local. Ludi nos leva a atravessar a ponte que separa a floresta, tal como é hoje, da floresta da época do Império, devastada e em processo de recuperação.

Era uma vez 20

Falamos tanto de superpoderes que às vezes nos esquecemos de que seres de carne e osso também são heroínas e heróis! Neste livro informativo, apresentamos a biografia de 20 personalidades – 10 mulheres e 10 homens – que viveram em épocas diversas e se destacaram em diferentes áreas de atuação. Esses textos trazem ainda um tempero especial, pois dão destaque a um período crucial na vida de todos nós, a infância. O que você sabe sobre os primeiros anos de brasileiros como Antonieta de Barros e Candido Portinari?