Chin Chan Chun

Tudo lá era pequeno! Tudo lá era minúsculo! Num lugar não sei onde, existia uma ilha do tamanho de uma ervilha. Neste torrão mínimo, vivia uma gente miúda! No reino de Chan um raio de sol bronzeava um milhão de banhistas, um simples pé de vento virava um vendaval, um só guarda-chuva cobria tudo e um grão de arroz dava para o ano todo. Descubra em Chin, Chan, Chun que os grandes valores estão nas pequenas coisas!